quinta-feira, julho 09, 2009

...

Eu converso temas diversos com meus cachorros. E eles sempre me aconselham o melhor.
Eu tenho altas discussões com pessoas variadas enquanto tomo banho. Nem sempre eu ganho.
Eu me pego interpretando cenas de filmes que gosto enquanto estou limpando o terraço. E, normalmente, mudo o roteiro quando não concordo com os rumos do personagem.
Eu recitava trechos inteiros de "Hamlet" dentro do ônibus. Mas esqueci quase todos, então fico murmurando os que restaram enquanto espero o elevador.

Não, eu não tenho um amigo imaginário.
Não mais.