quarta-feira, maio 03, 2006

A fantástica fábrica de moda*



Quando me separei, Zé Colméia simplesmente não aceitou. Ao contrário da irmã, que chorou mas, com o tempo, entendeu, ela guardou tudo dentro de si. E os problemas começaram a aperecer através de uma agressividade incontrolável, birras sem fim e uma baixa auto-estima de cortar o coração.
Tenho uma amiga muito querida que é minha personal stylist - eu uso todas as roupas doidas que ela inventa. Doidas é maneira de dizer: ela consegue pegar uma blusa que custou R$ 2 num bazar de caridade e transformar numa peça que faz as pessoas pararem na rua para me perguntar onde eu comprei.
Bom, no ano passado, nos visitando, ela viu dois desenhos que Zé Colméia tinha feito. Duas meninas, com saias listradas como o tricô Missoni. Uma combinação de cores linda. Pois ela pediu, e Zé Colméia deu a ela os desenhos. E ela fez duas saias que hoje andam por Belo Horizonte.
Quando conto essa história para Zé Colméia, os olhos dela brilham. E ela desenhou, da última vez, um pijama (a turma estava estudando a família do "P"),que ficou semanas no mural da sala dela. Pois era o desenho que mais chamava a atenção, pelas cores e desenhos que elas fez na blusa do conjunto.
Ela tem juntado uma porção de desenhos para dar para sua "estilista". Estuda cores, combina tons, gosta de alisar os tecidos pendurados na porta das lojas. Mas diz que vai ser cozinheira :o)

* Pra quem não sabe, a maior fabricante de roupas do mundo é a Mattel, detentora das marcas Barbie, Polly e My Scene, entre outras.

Um comentário:

Fernanda disse...

Que fofa!!