sábado, março 24, 2007

Peculiaridades particulares

Desde que assisti a "Ilha das Flores" nunca mais consegui deixar de levar pra casa aquele tomate meio amassadinho que, antes, eu dispensaria - ou aquela batata com um discreto furinho, ou a maçã com uma manchinha.

Não sei dormir sem tomar banho. Mesmo que seja pra me levantar meia hora depois.

Sempre peço licença quando passo por algum despacho na rua.

Boto o açúcar no café. Jamais o contrário.

Me pego sempre sentando do mesmo lado do ônibus. Aí troco. E me pego dias depois me sentando do mesmo lado do ônibus. E aí troco. E me pego dias depois...

Na sexta-feira, voltando de Niterói, me sentei atrás de um rapaz na barca. E fiquei fascinada pelo cabelo dele: cortado mezzo curto, mezzo médio, ele tinha muito cabelo. Ele não era cabeludo; tinha um cabelo cheio, se é que me faço entender. E então torci as mãos no colo durante a viagem toda para controlar a vontade de enfiar as mãos naquela massa escura.

Falando nisso, vício maldito: enfiar as mãos em sacos de lentilhas (são as melhores: lisas e frias), arroz, feijão, milho. Aqui perto tem um mercado de produtos naturais. Aproveito quando não tem ninguém olhando (obviamente sempre tem alguém que fica apreciando o espetáculo da maluca) e enfio o braço no saco até o cotovelo. E abro e fecho a mão, e sinto os grãos escorrerem entre os dedos.

Converso comigo mesma constantemente. Sem parar. Às vezes, eu gostaria que eu calasse a boca e ficasse em silêncio, pra variar.

7 comentários:

blueeyes disse...

acho que eu amo você.

Camilla disse...

amo tudo que você escreve, sempre to aqui, e o último parágrafo tem muito avr cmg.


;*

Lys disse...

É a segunda vez que você fala desse seu hábito de enfiar o braço no saco de grãos. Fico imaginando a sensação. Nunca tive vontade, talvez porque não façam parte do meu universo casas de produtos naturais ou armazéns (como os antigos). Mas fico curiosa, e imagino você, tal qual uma menininha, fazendo travessuras em estabelecimentos comerciais - isso é fofo! :*

ANA disse...

Adoro teus textos...me identifico, quase sempre!Para mim são como presentes....não consigo ir para cama sem passar por aqui!!!
Beijos

parla marieta disse...

Ah, menina... quantas vezes eu quis calar a boca dos meus pensamentos, descansar um pouco de mim. Mas é impossível, não é?

E quanto aos grãos, sempre fiz isso, mas onde eu ando, não existem mais grãos à granel pra vender...

maria claudia disse...

cada um com as suas né?
as minhas em setembro do ano passado eram essas:
http://hiato.blogger.com.br/2006_09_01_archive.html

;)

maria claudia disse...

ou melhor,

http://hiato.blogger.com.br/2006_09_01_archive.html#38981295