quarta-feira, março 22, 2006

Mesmo que tardia

Posted by Picasa


Às vezes, a vontade que eu tenho - e que, de uma maneira apavorante, qual um monstro que me sussurra obcenidades ao ouvido, cada vez mais me convence que é o certo - é a de passar a guarda das meninas para meu ex-marido, entrar em contato com os amigos que tenho espalhado em três continentes e ganhar o mundo.
Tem dias que esse sentimento é tão angustiante que chega a sufocar. Liberdade. Hoje, desconheço o que isso represente. Não por não tê-la, mas porque, por não senti-la por tantos anos, já não sei o que realmente ela quer dizer.

2 comentários:

Cris disse...

suzana: eu já senti isso. quando era casada com o ex, me dava ímpetos de largar tudo, meu filho inclusive, e começar do zero em outro lugar. parece fácil falar, mas isso passa. é preciso tempo e alguma ajuda, mas passa. a gente faz escolhas na vida e, querendo ou não, somos responsáveis por elas. nesse caso, qualquer uma das duas escolhas cobra um preço muito alto. beijo e sorte, cris

blueeyes disse...

Não sei não...