segunda-feira, outubro 26, 2009

Logo ali



Aposto que você não sabe quem é Mike Eley. Eu não sabia até ontem (ou, pelo menos, não ligava o nome ao filme :o). Mas ele é o homem que me faz chorar, de vez em quando. E que fez Catatau, ontem, cair em prantos em questão de segundos.

Mike Eley é o autor das imagens de pessoas extravasando sua saudade e sua alegria no portão de desembarque do Aeroporto Heathrow, em "Simplesmente amor" (Love actually). Eu começo a chorar logo no início. E não paro no final.

Whenever I get gloomy with the state of the world, I think about the arrivals gate at Heathrow Airport. General opinion's starting to make out that we live in a world of hatred and greed, but I don't see that. It seems to me that love is everywhere.

Often it's not particularly dignified or newsworthy, but it's always there—fathers and sons, mothers and daughters, husbands and wives, boyfriends, girlfriends, old friends. When the planes hit the Twin Towers, as far as I know none of the phone calls from the people on board were messages of hate or revenge—they were all messages of love.

If you look for it, I've got a sneaky feeling you'll find that love actually is all around.


(Sempre que me sinto triste com a situação do mundo, lembro do portão de desembarque do aeroporto de Heathrow. A opinião geral é a de que vivemos num mundo de ódio e ganância, mas eu não concordo. Para mim o amor está em toda parte.

Muitas vezes não é respeitável ou particularmente interessante, mas está sempre lá, entre pais e filhos, mães e filhas, maridos e esposas, namorados, namoradas, velhos amigos. Quando os aviões atingiram as Torres Gêmeas, até onde eu sei nenhum dos telefonemas das pessoas a bordo foram de ódio ou vingança; eram somente mensagens de amor.

Se prestar atenção, tenho a ligeira impressão que você vai descobrir que o amor está por toda a parte.)

2 comentários:

Deh disse...

É começar a voz do Hugh Grant a narrar esse texto e eu começo a chorar copiosamente toda santa vez que coloco o filme pra rolar.
Catatau é uma menina sensível e de bom gosto. ;)
Beijo!

cris disse...

mel dels!!!! suzanita, eu vi o filme nesse finde. eu comprei o DVD que eu queria há tanto tempo. eu amo esse filme, eu AMO essa introdução. e adivinha? meu filho também ama. a gente reviu o filme eu emocionada de um lado e ele do outro. amei o post.