segunda-feira, novembro 05, 2012

Não mais

* Descer 70 degraus com dois sacos de lixo de 100 litros, às 7h, três vezes por semana.

* Desentupir oito ralos debaixo de um temporal

* Ouvir o vizinho cantando karaokê às oito da manhã no feriado

* Encontrar 768.404.456 potinhos de comida e água para os gatos de rua na minha calçada

* Ser surpreendida com o fim do gás de botijão no domingo à noite, com um bolo do forno

* Descer e subir ladeiras com sacos de compras

* Andar 15 minutos para comprar pão

* Varrer toneladas de folhas que os micos, entre uma brincadeira e outra nas árvores do terraço, derrubam no quintal

*Encontrar ninhos de passarinhos no parapeito das janelas

* Ver o nascer do sol, recostada na minha cama, atrás do Dedo de Deus

* Comer tangerinas em cima da caixa d'água, com Vênus brilhante sobre minha cabeça numa noite de verão

* Comer bananas, jambos, mamões, maracujás e acerolas no pé

* Dormir sob um cobertor de silêncio absoluto

* Acordar com os pássaros saudando o sol

* Surpreender-se com bem-te-vis apostando corrida por dentro de casa

* Adormecer na rede, sob as estrelas

Morando em casas nos últimos 33 anos, estou me mudando para um apartamento.
Findou-se a aventura.

3 comentários:

Ana C. disse...

Nunca comentei: comento agora.
Todas as felicidades do mundo, directamente deste lado do Atlântico.

É uma nova aventura que começa!

Izabela Cosenza disse...

gosto de quem gosta da fal tb. e adorei seu blog. =)

beijomeu

bela

sobrefatalismos disse...

Outras dores e delícias virão, no entanto. Boa sorte em sua nova moradia.
Abraços.